Gentoo Archives: gentoo-user-br

From: Daniel da Veiga <danieldaveiga@×××××.com>
To: gentoo-user-br@l.g.o
Subject: Re: [gentoo-user-br] Dilema gentoo 32bits vs 64bits
Date: Tue, 29 Mar 2011 18:19:47
Message-Id: AANLkTi=UUaEoF6U5H5r0YO25QRO52OrqwSxx+2RFa-3G@mail.gmail.com
In Reply to: Re: [gentoo-user-br] Dilema gentoo 32bits vs 64bits by Michel Filipe
Gambiarra não seria a palavra certa.
Seria um peso a mais, pois para compilar precisaria das bibliotecas
duplicadas, como eu falei antes, enquanto nas binárias não se faz necessário
biblioteca nenhuma.

2011/3/29 Michel Filipe <michel@×××××××.net>

> Interessante, nunca ouvi falar sobre isso. Apesar de não usar Gentoo há > algum tempo, porque nas binárias não é gambiarra e no Gentoo seria? Pelo > fato de compilar tudo, tinha certeza que isso daria mais liberdade para > fazer esse tipo de trabalho. > > Em Ter, 2011-03-29 às 01:00 -0300, Pablo Hess escreveu: > > Uma abordagem muito interessante nesse dilema 32 vs 64 bits é a do > > Fedora: o kernel é 64 bits e o userland é 32 bits. Com isso, você tem > > os benefícios do mapeamento de memória direto em 64 bits, mas os > > programas para 32 bits não chiam. > > > > No Gentoo, fazer isso exigiria uma série de gambiarras, pois a > > compilação do kernel precisaria das bibliotecas em versão 64 bits, > > enquanto que o restante do sistema usaria as mesmas bibliotecas (e > > muitas outras) em 32 bits. > > > > É, em alguns casos as distribuições binárias têm vantagem. > > > > -- > Michel Filipe > Milk-it Software Farm > http://www.milk-it.net > +55 31 30463907 > +55 31 84843953 > > >
-- Daniel da Veiga

Replies

Subject Author
Re: [gentoo-user-br] Dilema gentoo 32bits vs 64bits Zhu Sha Zang <zhushazang@×××××××××.br>