Gentoo Archives: gentoo-user-br

From: "André" <andresinho.paulista@×××××.com>
To: gentoo-user-br@l.g.o
Subject: Re: [gentoo-user-br] net-libs/c-client
Date: Tue, 31 May 2011 04:10:27
Message-Id: 4DE46A1C.1030106@gmail.com
In Reply to: Re: [gentoo-user-br] net-libs/c-client by Daniel da Veiga
Em 30/05/11 22:46, Daniel da Veiga escreveu:
> 2011/5/30 André <andresinho.paulista@×××××.com > <mailto:andresinho.paulista@×××××.com>> > > Em 30/05/11 20:18, Eduardo Schoedler escreveu: > > Em 30/05/2011 20:09, André escreveu: > >> 1) -fomit-frame-pointer é so usado pra a versao de 32 bits, > isto nao > >> pode estar numa versao de 64 bits > > Tenho vários Gentoos amd64, nenhum deu problema. > > > >> 2) ACCEPT_KEYWORDS nao é recomendavel, pois instala pacotes > instaveis > >> no sistema dando erros ilogicos, > >> eu preferiria escolher os pacotes atualizados de keywords > manualmente > >> fazendo um arquivo chamado package.keywords no > >> /etc/portage/, te envio em anexo meu package.keywords > > Meu make.conf não tem ACCEPT_KEYWORDS, é o valor default... e > faço uso do > > package.keywords. > > > >> Uma pergunta que processador vc tem? assim te passo um exemplo de > >> make.conf pra vc > > Dell PowerEdge 1900, Intel(R) Xeon(R) CPU E5310. > > > > -- > > Eduardo Schoedler > ok mas da uma olhada aqui: > > http://en.gentoo-wiki.com/wiki/Safe_Cflags/Intel#Core_2_Duo.2FQuad.2C_Xeon_51xx.2F53xx.2F54xx.2F3360.2C_Pentium_Dual-Core_T23xx.2B.2FExxxx.2C_Celeron_Dual-Core > > > http://gcc.gnu.org/onlinedocs/gcc/i386-and-x86_002d64-Options.html > > http://www.cpu-world.com/CPUs/Xeon/Intel-Low%20voltage%20Xeon%20L5310%20-%20HH80563JH0258M%20%28BX80563L5310A%20-%20BX80563L5310P%29.html > > o -fomit-frame-pointer nao é usado em procesadores de 64 bits > > baseado do wiki safe cflags de gentoo e o docs do gcc do gnu, eu faria > assim: > > CFLAGS="-march=core2 -mtune=core2 -msahf -mcx16 -O2 -pipe" > CXXFLAGS="${CFLAGS}" > MAKEOPTS="-j5" > > nao precisa estar colocando -mmmx -msse msse2 -msse3 -mssse3, mas > se vc > quer deixar pelas duvidas, tmb nao esta incorreto, eu deixo tmb > no meu > cflags. > > o log da instalaçao fica em /var/log ou /var/log/portage, no erro da > instalaçao te avisa la no final o caminho do log da instalaçao e o > momento que deu erro, eu preciso dele pra poder tirar um analise > desse erro > > > > Instalou amigo. Não houve erro. Não entendi nada. A opção > omit-frame-pointer pode ser usada, não vai deixar nada instável, o > ACCEPT dele é o default (não testing) e mesmo se ele estivesse no > testing (como eu estou em várias máquinas, mas ~x86) não faria > diferença. Ele não tem um log pois o pacote INSTALOU, não houve nenhum > erro, e sim um aviso de que um arquivo já existente foi sobrescrito. > > Ao OP, o que aconteceu é que algum pacote (ou mesmo você durante uma > compilação manual) copiou, criou ou transferiu esse arquivo para esta > localidade. Agora um pacote que vai ser instalado tinha esse arquivo > na lista, e te avisa que vai sobrescrever este arquivo, que já > existia, e que além disso nenhum pacote da sua lista de instalados > possui esse arquivo. > > Basicamente, pode ser réstia de um pacote antigo ou uma ação manual, > mudança de nome de um pacote, etc. Se você mandar um revdep-rebuild e > der um --depclean (com cuidado para ver se não há erros) e tudo sair > direitinho, não há motivos para se preocupar... > > -- > Daniel da Veiga
ola daniel, concordo plenamente com vc em tudo o que disse, mas mesmo assim eu nao usaria -fomit-frame-pointer num x86-64, porque é um parâmetro feito para reduzir o tamaño do código gerado. Está ativado para todos los níveis de -O (somente no -O0 é que nao pode ser ativado) e podem ser usados nas arquiteturas onde nao interfira com o depurado (como no caso do x86-64 que sim faz interferências). Se vc quer um CFLAGS seguro, esta o Wiki de Gentoo, onde eles nao colocam essa funçao em ativo em arquitetura x86-64. Você não deve usar-fomit-frame-pointer no código de 64 bits de qualquer maneira. Usando este parámetro o unico que faz é que a alem de que eu falei, é deixar a depuraçao que seja de dura a impossível. Em particular, provoca que localizar problemas em aplicativos escritas em Java e diversos programas em geral sejam muito mais complicadas.